• A ItalyHemp é um grupo agrícola Italiano com uma larga experiência que cultiva com carinho e dedicação variedades selecionadas de cultivares tradicionais. O cultivo realiza-se em 5 hectares de terrenos em instalações controladas, pelo que têm um amplo reportório de flores legais ricas em CBD. O cultivo é 100% orgânico sem uso de aditivos, de forma que sempre teremos canábis legal rica em CBD pronta para qualquer uso.


    Simone, chefe de vendas, teve a amabilidade de nos responder a umas quantas perguntas para nos poder apresentar estas flores de CBD que incorporamos ao catálogo recentemente.



    THGrow: Tudo de repente parece ser muito novo e avançar muito rápido, mas estamos seguros que existe uma trajetória nas vossas costas ¿Como foi o momento em que por fim encontraram amparo legal para comercializar as vossas variedades?

    ItalyHemp: Tens razão, existe uma grande história que parte da nossa grande paixão por esta planta e pela agricultura em geral. A ideia de poder comercializar este produto começou em 14 de Janeiro de 2017, quando em Itália entrou em vigor a lei que regula a produção de cânhamo industrial a partir de variedades certificadas. Podemos dizer que fomos dos primeiros em Itália a cultivar para produzir flores legais de cânhamo Sativa.


    T: ¿E o começo desta história? Sabemos que estão a utilizar variedades tradicionais Italianas, selecionadas e cruzadas para conseguir um alto rendimento de resina, produção e CBD, assim que certamente nos podemos remontar a algum tempo atrás.

    IH: atualmente a lei permite-nos cultivar somente a partir de sementes certificadas, pelo que todos os produtos procedem desta genética na tabela Europeia de sementes cultiváveis. A verdade é que nem todas estas sementes produzem plantas bonitas e resinosas ricas em CBD. Grande parte do trabalho é de facto depois do cultivo, onde vamos selecionar e ensacar somente as flores que cumprem os nossos critérios de qualidade.


    T: É de imaginar que todo o novo projeto está a espera de mudanças legais na Europa ¿podem-nos contar algum novo desenvolvimento que tenham em mente?

    IH: Estamos dispostos a adaptar-nos a qualquer mudança, é pouco provável que mude a lei do cultivo, o que esperamos é que se regule mais a comercialização da flor e que apenas se permita a sua produção se se respeitam determinadas normas ao longo de todo o processo. Isto assegura um produto controlado para o consumidor.


    T: ¿Qual é a vossa variedade de canábis legal mais procurada até ao momento?

    IH: Seguramente todas as variedades sem semente “Seedless”, especialmente a nossa Special Seedless que mantém uma excelente relação preço – qualidade e é elegida por muitos clientes.


    T: Sendo um mercado no auge, ¿o que vos diferencia a respeito de outros cultivadores e distribuidores de canábis legal na Europa?

    IH: Seguramente o que nos diferencia é a verdadeira paixão por esta planta, uma paixão que durou anos e que não nasceu apenas pelo aspeto comercial que está a crescer nos últimos anos. Estamos convencidos que o consumidor final percebe e partilha connosco o mesmo amor.


    T: Se tiverem que nos dar um motivo para escolher o vosso produto em vez de outros numa só frase, ¿qual seria?

    IH: O mais importante é a qualidade do produto e aqui queremos oferecer o melhor, ao mesmo tempo manter preços acessíveis para todos, combinando a excelente relação preço – qualidade à paixão da que falamos antes… ¡eu diria que temos a fórmula vencedora!



    T: Em Espanha desconhecia-mos variedades tão surpreendentes como a Eletta Campana ou a Kompolti, cruzas de cânhamo com aromas tão surpreendentes como a melhor das Skunk, ¿há algo que queirais comentar destes ou de outros cultivares clássicos Italianos?

    IH: Honestamente, ao princípio da nossa experiência com o cultivo legal também nos surpreendemos. Todos conhecemos as melhores genéticas de canábis como a Super Skunk, White Widow, Northern Ligths, assim que falamos de variedades com muita qualidade. Quando começamos a cultivar esta genética para o cânhamo industrial, imediatamente compreendemos que um cultivo destinado a desenvolver flores legais ricas em CBD daria resultados muito parecidos e a miúdo excelentes.


    T: Surpreende-nos muito como diferentes cultivadores à volta do Mundo conseguiram resultados parecidos por dois caminhos opostos. Por exemplo em Espanha temos o banco de sementes Dinafem que esteve a trabalhar variedades tradicionais de canábis como a Skunk até conseguir um THC abaixo de 0.2% e um alto CBD. Vocês, na Italy Hemp seguiram o caminho contrário, a partir de cânhamo industrial conseguiram manter o THC baixo mas alcançar níveis de CBD muito altos. Ficamos fascinados, ¿surgiu tudo de forma orgânica ou pararam para pensar que caminho tomar?

    IH: A verdade é que estas variedades permitidas para o cultivo já têm valores muito baixos de THC, a miúdo menos de 0,2%, pelo que nos centramos nas técnicas de cultivo para aumentar o CBD e não variar o THC, a julgar pelos resultados que temos conseguido!


    T: Vendo como evolui toda a legalização da canábis na Europa, algum desejo concreto que esperem que se realize rápido?

    IH: Falamos com os amantes da canábis, com a clara esperança de que rápido seja legalizada sem limites de THC em todo o mundo. Desde um ponto de vista comercial estamos encantados de organizar-nos em consequência se este mercado muda também.


    T: E terminando a entrevista, há algo que esquecemos de perguntar?

    IH: Queremos agradecer-lhes por nos terem dado voz e permitir-nos expressar as nossas ideias, ficamos gratos que também conheçam mais das fronteiras Italianas, um quente abraço de todos nós da ItalyHemp.